Métodos y acercamientos cultivados en Latinoamérica: diversidad e interdisciplinariedad
18/07 - 11:00 - 13:00

Seminario: Método Sêmio-discursivo

É um método criado em solo latino-americano pelo Dr. Julio Zabatiero que respira discussões contextuais, tematiza problemas que discutem a Bíblia e a teologia a partir de uma perspectiva libertadora, social e politicamente engajada, contribuindo assim, para o avanço de nossas habilidades interpretativas e apresentando novas perguntas e possibilidades.
O coração do método está em conciliar e integrar leituras orientadas nas intenções do autor e da autora (passado), da obra (passado) e dos leitores e leitoras (presente) e relativiza a rigidez da fronteira entre exegese e hermenêutica. 
Sua contribuição mais específica é definida pela procura do sentido das ações que pelo sentido do texto, desfazendo a prioridade da teoria sobre a prática, pois a práxis cristã orientada pela Palavra de Deus se faz razão e finalidade da interpretação dos textos. A ênfase à práxis da perspectiva sêmio-discursiva de leitura e análise de textos está embasada nas teorias de pensamentos contemporâneos, como: a semiótica greimasiana e a teoria da ação comunicativa de Habermas.
O minicurso detalhará a partir da teoria enunciativa com três fases: preliminar, preparatória e final que são as particularidades teóricas do método sêmio-discursivo e em segundo momento, trabalhará com exercício prático cinco dimensões que buscam o sentido das ações das narrativas da Bíblia hebraica e do Novo Testamento.
 
BIBLIOGRAFIA
BARROS, D.L. P. de. Teoria do discurso: fundamentos semióticos. São Paulo: Atual Editora, 1988. 
BALOCCO, A. E. “A perspectiva discursivo-semiótica de Gunther Kress: o gênero como um recurso representacional”. In: MEURER, J. L.; BONINI, Adair; MOTTA-ROTH, Désirée (orgs.) Gêneros: teorias, métodos, debates. São Paulo: Parábola Editorial, 2005.
DE WIT, Hans. Lectura de la Biblia desde una práctica intercultural. Buenos Aires: ISEDET, 2010.
______. En la dispersión el texto es pátria. Introducción a la hermenéutica clásica, moderna y posmoderna. San José: Universidad Bíblica Latinoamericana, 2002. 
GRENZER; Matthias. "Análise Poética da Sociedade” - Estudo de Jó 24, São Paulo, Edições Paulinas, 2005.
GREIMAS, A. J. & COURTÉS, J. Dicionário de semiótica. Tradução de Alceu Dias de Lima et al. São Paulo: Cultrix, 1989.
______, A. J. & FONTANILLE, J. Semiótica das paixões. Tradução de M. J. R. Coracini. São Paulo: Ática, 1993.
______, A. J. Semântica estrutural. Tradução de: Haquira Osakape e Izidoro Blkstein. São Paulo: Cultrix, 1973.
HABERMAS, Jürgen. Consciência Moral e Agir Comunicativo. Tempo Brasileiro: Rio de Janeiro, 1989.
HABERMAS, Jürgen. Hermenêutica Filosófica. Leitura Tradicionalista e Leitura Crítica. In: HABERMAS, J. Dialética e Hermenêutica. Para a crítica da hermenêutica de Gadamer. Porto Alegre: LP&M, 1987.
LUIZ, Roney C. Análise sêmio-discursiva do texto canônico de Jó 24:1-12. Dissertação (Mestrado em Teologia). PUCPR. Curitiba, 2013.
OSBORNE, Grant R. A espiral hermenêutica: uma nova abordagem à interpretação bíblica. São Paulo: Vida Nova, 2009.
PADILLA, C. R. Hacia una Hermenéutica Contextual. Estudos Teológicos, São Leopoldo, v. 24, n. 3, 1984. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2017. 
PÊCHEUX, Michel. Semântica e Discurso: crítica afirmação do óbvio; Campinas: Unicamp, 1997.
SANCHES, S. A Teologia Evangélica Contextual. São Paulo: Reflexão, 2010.
SAUSSURE, F. Curso de Lingüística General. 7ª ed. Tradução de: Amado Alonso. Buenos Aires: Editorial Losada, 1945.
SILVA, C. M. D. Leia a Bíblia como literatura. São Paulo, Loyola, 2007.
STAM, J. A Bíblia, o leitor e o contexto histórico. Boletim Teológico. São Leopoldo: Revista do Setor Brasil da Fraternidade Teológica Latino-Americana, a. 1, n. 3, p. 92-136,1984.
ZABATIERO, Júlio Paulo Tavares. Métodos e Interpretação Bíblica. Centro Universitário de Maringá, Maringá-Pr, 2016.
ZABATIERO, J. P. T. Manual de Exegese. São Paulo: Hagnos, 2009.
ZABATIERO, Júlio Paulo Tavares. A Bíblia e o pensamento teológico na América Latina. In: Boletim Teológico – Revista do Setor Brasil da Fraternidade Teológica Latino-Americana, Ano 10, nº 29, 1997, p.7-13.
______. Hermenêutica protestante no Brasil. In: Novas perspectivas sobre o protestantismo brasileiro. Organizado por João Cesário Leonel Ferreira. São Paulo: Fonte Editorial/Paulinas, 2009, p.131-160.
______. Hermenêuticas da Bíblia no mundo evangelical. In: Hermenêuticas Bíblicas: contribuições ao I Congresso Brasileiro de Pesquisa Bíblica. Haroldo Reimer, Valmor da Silva, organizadores. São Leopoldo: Oikos; Goiânia: UCG, 2006, p.61-74.

Contacto:  roney.luiz@unicesumar.edu.br 

Design by wmnt